Certificado Digital Para Advogados: Tudo o que você precisa saber

Com a chegada do processo eletrônico e da certificação digital para advogados, o dia a dia dos escritórios se transformou completamente. Hoje um advogado conta com muito mais autonomia para resolver as diversas questões processuais, sem nem precisar sair do seu escritório.

Na prática, isso significa que o profissional perde muito menos tempo com deslocamentos, gasta menos recursos como papéis e impressões e é capaz de otimizar sua rotina de forma muito mais ágil e eficiente.

Tanto o processo eletrônico, quanto o certificado digital, são tecnologias novas que requerem conhecimentos específicos e adaptação por parte de todo profissional.

Infelizmente, nem todos os advogados conhecem boas práticas na hora de utilizar seu certificado digital e acabam ignorando questões relevantes que garantem a segurança tanto dos processos quanto dos próprios profissionais.

Quer entender tudo o que você precisa saber sobre a certificação digital para advogados? Este artigo é para você.

Seu certificado digital é um documento pessoal e intransferível

Muitos advogados ainda não se deram conta da importância do certificado digital. Para profissionais que não sabem, o certificado digital tem a mesma validade do e-CPF, o que significa que ele é válido para assinar todo tipo de documento digital, além de comunicar com a Receita Federal e com bancos. Por este motivo, o certificado digital não deve ser emprestado sob nenhuma hipótese, sob pena de gerar consequências negativas aos advogados não apenas no âmbito processual mas também no pessoal.

Fazendo uma analogia, emprestar ou dar seu certificado digital à alguém equivale assinar um talão de cheques em branco e dá-los a um terceiro.

Cuidado com a sua senha e a validade

Depois de obter seu certificado digital, o advogado deve ter muito cuidado ao guardar sua senha. Lembre-se que, caso o profissional perca sua senha, será necessário fazer um novo certificado e pagar por todo procedimento novamente.

Também é importante que o advogado tenha ciência de que o certificado não vale para sempre. Após três anos, o profissional precisará passar por um procedimento de renovação.

Avalie a possibilidade de adquirir um Tolken

Atualmente, o advogado tem tanto a opção de instalar seu certificado digital na própria carteira da OAB, ou ainda, adquirir um Tolken, que poderá ser instalado em seu computador ou laptop.

Como a carteira da OAB é bastante utilizada no dia a dia do profissional, sofrendo desgastes constantes, o ideal é considerar a opção de um Tolkien.

Além disso, como o Tolkien fica acoplado ao computador, as chances de perda ou furto também acabam sendo menores.

Você precisará baixar programas e utilizar navegadores específicos

Uma das questões que mais vem gerando dúvidas e entraves no dia a dia dos escritórios de advocacia diz respeito às atualizações e demais exigências para trabalhar com a certificação digital para advogados.

Para quem já atua com os processos eletrônicos sabe que é necessário se inscrever nos sites dos Tribunais, baixar softwares e até utilizar navegadores específicos.

O problema é, ao mudar de máquina ou por questões de atualização, vira e mexe o advogado se vê preso à esses procedimentos sem poder trabalhar.

Para evitar esse tipo de situação, já existem soluções tecnológicas capazes de auxiliar o profissional, beneficiando a agilidade e a eficiência dentro do escritório.

certificação digital para advogados sem dúvidas trouxe muitos benefícios para os escritórios e profissionais da área jurídica. No entanto, para que ele se transforme em uma ferramenta útil, ágil e principalmente segura, é fundamental que o advogado busque conhecimento e também outras soluções que podem garantir um escritório muito mais produtivo.

Quer saber mais? Confira nosso guia sobre como usar o mesmo Certificado Digital em vários computadores.

Share this post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =